sexta-feira, 21 de junho de 2013

GOLPE EM ANDAMENTO.....

Nacionalismo insano, "slogans" vazios de sentido – por serem extremamente genéricos – ódio à política, aos partidos, aos políticos e aos movimentos sociais – na verdade, ódio às esquerdas,  que começam a sofrer violência física perpetrada por neonazistas  e grupos médios assustadoramente ignorantes  –  Grande Mídia usando e abusando de distorção e estímulos regressivos, impondo pautas conservadoras que, ao fim e ao cabo, podem efetivar o Golpe de Direita, a ser legitimado pelo Supremo Tribunal Federal e milhões de jovens bestializados, "bombados" e abobados (COMO OS DA FOTO ABAIXO). 

O obscurantismo e uma nova espécie de totalitarismo batem à porta. Urge que todas as esquerdas se unam – movimentos e partidos – para evitar o pior. Porque o Golpe saiu das telas e foi para as ruas.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

DIA DOS NAMORADOS É O CARALHO!!!!!!!!! HOJE É O DIA DO PALMEIRAS!!!!!!!!!!


12 de junho. O maior título da história do Palmeiras aconteceu há exatos 20 anos. A mídia, via de regra CANALHA, e os nossos maiores adversários construíram o mito de que foram garfados em 12 de junho de 1993. Este mito não resiste à íntegra do jogo (no vídeo).  O craque Edmundo - que põe no bolso qualquer Neymar de hoje - entrou feio no Paulo Sérgio, mas não triscou no ponta. Merecia o cartão vermelho? Amarelo? Talvez. Por outra, o Tonhão não merecia ser expulso. Merecia? Bem, mas isso é menor. Como são menores os filhos da puta que diziam e continuam dizendo que o título era da Parmalat e, hoje, fazem chacota chamando o Palmeiras disso e daquilo. Depois que Viola imitou porco no 1º jogo daquela final de Paulistão, armou-se o clima de galhofa para, via humilhação, devolver a “tragédia nacional” do SCCP não ter saído dos 20 anos de fila contra o Palmeiras em 1974. Só não contaram que, após as incontáveis vergonhas que se estenderam de 1976 até aquele dia, os Palmeirenses estaríamos em peso, técnica e moralmente superiores no Morumbi, com a certeza de que não sofreríamos o troco e de que soltaríamos o grito que nossos maiores rivais tiveram que engolir por mais 03 anos, depois de 20. PALMEIRAS, CAMPEÃO! Não, não foi de Libertadores, nem de Brasileiro, nem de Mundial. Em 12 de junho de 1993, foi Palmeiras, Campeão Paulista! O maior título da história do Palmeiras, sim senhor. A primeira dentre muitas, entretanto a mais saborosa vez que eu e muitos milhões dos meus gritamos É CAMPEÃO! É História. E HISTÓRIA É TUDO O QUE EU E O PALMEIRAS TEMOS. Com muito orgulho. Em primeiro, em segundo ou em qualquer lugar. Pra sempre.