sexta-feira, 22 de março de 2013

A RAZÃO DE DEUS e RITUAIS DE SOFRIMENTO


Duas entrevistas muito interessantes. Uma perspectiva racional focalizando a existência ou não de Deus e uma análise dos “reality shows”, como espaços reveladores da cotidiana competição desenfreada e sem sentido na qual estamos submersos, compõem a recomendação deste PAINEL para esta sexta-feira.  
O professor José Carlos de Assis dá carambolas às restrições acadêmicas e não deixa que sua reputação científica o envaideça a ponto de tolher o universo de seus interesses. Falando sobre seu novo livro A RAZÃO DE DEUS, o heterodoxo economista político se utiliza da lógica e dos limites de uma série de experimentos científicos para sugerir ser cada vez mais irracional postular a não existência de um Criador. 

Já a socióloga Silvia Viana trata do sofrimento ao qual todos nós, dentro ou fora dos “Big Brothers”, parecemos nos submeter como se fizéssemos do mal uma inescapável escolha voluntária. RITUAIS DE SOFRIMENTO é a tese da doutora pela USP e professora da FGV.

Mais do que às entrevistas, aos livros, gente! Porque estes meus considerandos aqui são de pura orelhada; não de leitura.

E pra dar uma sacudida, o radinho ali em cima com aquela mesma do Siba.

sexta-feira, 1 de março de 2013

Pagando à prestação por uma vista


"Porque nasci de manhã cedo
do fundo de um poço dos desejos
Sei que só há uma certeza:
o mundo é um tecido de surpresas
À noite estou apaixonado
principalmente quando embriagado
Mas de manhã eu pego a estrada
que leva a uma cidade intoxicada
No fundo sou um anarquista
e pago à prestação por uma vista
Penso na paz, vivo na guerra
o céu fica distante desta terra
Às vezes sou ladrão de fogo
às vezes prisioneiro de algum jogo
Seja o que for, não tenho medo
dos uivos dos fantasmas de mim mesmo
Às vezes rei, às vezes bobo
às vezes sou peão em qualquer jogo
Seja o que for, não tenho medo
dos uivos dos fantasmas de mim mesmo"
LADRÃO DE FOGO, de João Bosco, Antônio Cícero & Waly Salomão