sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

"LEI, PORRA NENHUMA!!!!!" (aos 40 min e 09 seg do vídeo)



Quem se apega demasiadamente ao formalismo parlamentar e jurídico muitas vezes negligencia o conteúdo social do que se legisla e se julga. Desconsiderar procedimentos pode ser um risco, mas tomar os ritos democráticos como fins em si explica o porquê de muitos pobres olharem com desdém para essas coisas da lei. Aos 40 minutos e 09 segundos deste filme, o excelente Milton Gonçalves, interpretando o sambista Natal, protagoniza uma das falas que mais me dá prazer no cinema nacional. Sinto-me representado por ela. LEI, PORRA NENHUMA!!!!

De resto, a atuação de alguns ilustres não atores, como o fantástico escritor Fausto Wolff, faz com que o interesse pelo filme rompa as barreiras da cansativa, colonizada e tola babação de ovo paulishshsta pela gloriosa e bela Portela.

Nenhum comentário: