quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

PÉ DE VENTO de Anabela e seus alquimistas


















PÉ DE VENTO, da excelente cantora ANABELA, transborda beleza.  Doce, certeira e cortante, esta voz privilegiada compartilha conosco a melodia e a poética dos que estão entre os melhores surgidos nos últimos tempos. Edu de Maria, Renato Martins e Roberto Didio – compositores que assinam a maioria das faixas do cd –  vieram e estão para ficar na música popular. A “sentir a maresia”, a “perseguir na ventania”, a mulher que deixaram navegar.
Nesse mar de tanta beleza, em RANCHO DO SONHO vejo-me de fantasia.

Criança, por que não sonhar?
Dançando podes flutuar
Teatros de fantoches e vedetes
Marionetes e deboches
O peão girando feito mestre sala de brinquedo
Dança aqui na minha mão
Balõezinhos de jornal balançam no varal
Criança, vamos cirandar?
Brincando podes me encantar
Bonecas de cabaça e porcelana
Mil gincanas e trapaças
As paixões que ficarão
Das menores às maiores
Uma sempre cobre a outra
No final, a matrioska é o meu coração
Não entram colombinas nesse rancho, eu sei
Somente bailarinas que saltaram das caixinhas de música
No castelo onde o bobo é rei
O ventríloquo louco está desmentindo o boneco
Eu também sou criança ou não
E o amor é folia
Até mesmo a tristeza está de fantasia

RANCHO DO SONHO, de Renato Martins e Roberto Didio

À Anabela, ao Edu de Maria e a todos os que participaram do PÉ DE VENTO, que é um presente, minha gratidão.

Aos camaradas Didio e  Renas,  meu grande abraço e aquela vontade de várias geladas e quentes com vagar,
Everaldo

Nenhum comentário: