quinta-feira, 5 de abril de 2012

SAMBA NA GARGANTA




"Eu sou o samba angustiado
Massacrado e violento
Suado e sem recompensa
Não sou o que você pensa
Eu sou o samba exaltado
Morto de cansaço
E quero dar um abraço nos que cantam atravessado


Eu sou o samba perigoso
Nervoso e amargurado
Eu sou o samba na garganta dos que trabalham calados"



(Samba na Garganta - Carlinhos Vergueiro e Aluizio Falcão)

Nenhum comentário: