quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

São Paulo


SANTA IFIGÊNIA E SEUS PECADOS
(Thiago Mendonça / Selito SD)

Nascida com nome de santa e tantos pecados
Vem carregando desde sempre uma pesada cruz
Lugar da boemia, do samba e o pranto musicado
O choro que é d’alma e que acalma diante da Luz


Faz parte da sina o triunfo, o cinema de outrora
Com suas ingênuas meninas cheias de ilusões
Ouvindo, ao darem-se à tela ou num quarto d’Aurora
O velho Adonirã cantando a Rua dos Gusmões













Disseram e dizem que ela não é mais a mesma
Mas, penso que em sua essência mudou nada não
Querem não o passado, a história da Santa Ifigênia


Disseram e dizem que ela não é mais a mesma
Mas, penso que querem, de vez, é a desocupação
Por fora a gente, as irmandades da Santa Ifigênia

Nenhum comentário: