sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

QUARTINHO de BATERIA pros mérdios e abostados - até aprender!!!



A devolução de 27 fazendas e 450 mil cabeças de gado ao influente Daniel Danta$, a violência aberta contra os ocupantes do Pinheirinho e a “dor e sofrimento” impingidos aos pobres e largados da ‘Boca do Lixo’ evidenciam de maneira crua o caráter classista do Estado e seu aparato repressivo-legal. Tergiversações sobre o Estado democrático de direito, a propriedade privada e a liberdade de ir e vir enchem de cinismo a boca das autoridades e comentaristas da mídia dos donos. Dizem: “Decisão judicial não se discute, cumpre-se”. Com os mesmos motes, porém, e atendo-se ainda aos ritos desta sociedade que equipara o justo ao legal, é factível manter o sequestro das propriedades dante$ca$, é possível legalizar a moradia das famílias expulsas do Pinheirinho e não há restrição normativa que se oponha ao planejamento e execução de políticas que integrem os pobres do Centro. Ocorre que a alegada razão técnica das decisões jurídicas e públicas encobre de ciência e princípios sua verdadeira intenção: promover os ricos e brancos em detrimento dos pobres e negros. É para defender os proprietários e brancos que governador, prefeitos, autoridades policiais e juízes negam as violências que concebem e praticam. Por isso, brigam até com as imagens. Falam do caráter pacífico de suas operações, quando na realidade cantam seus cassetetes, balas, pés nas portas, nas costas e pelas costas. Além do monopólio da violência, eles contam com seus paus mandados da mídia; que semeiam nas classes mérdias e abostadas - seu berço - a indiferença, o preconceito e a sensação de que humilhar, esfolar e eliminar, além de seguro, é higiênico.
Esta higiene me causa repulsa, mas como não sou truculento, faço apenas uma sugestão. Aos mérdios e abostados favoráveis à violência de Estado no Pinheirinho e na Boca, ao Alckmin e ao Kassab, ao juiz Douglas Camarinha Gonzales e à juíza Márcia Loureiro, sugiro uma conversa no quartinho da bateria com o Carga e o Sérjão Loco. Eles vão ensinar como se toca repinique, tarol, tamborim e surdo de 3ª. Quando vocês aprenderem, podem sair pra ouvir a batucada no asfalto. A de cima. E esta aqui, mais embaixo.

Nenhum comentário: