sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

NATAL


O HOMEM de UM BRAÇO SÓ
adsfadfa
“Com um braço só,
Já fiz o que você não faria
Acho que era covardia,
Eu ter dois braços também
dfadfadfa
Com um braço só,
Já dei tapa em vagabundo
Dei a volta pelo mundo,
Mas também já fiz o bem
  dfadfadfa
Com um braço só
Vou viver a vida inteira
Mandando em Madureira
E em outras terras também
sdfasda
Com um braço só,
Eu comando na avenida
A minha Portela querida
E que me quer tanto bem”
adfadfa
Letra e melodia de JOÃO NOGUEIRA
para o 'seu' NATAL -  Natalino José do Nascimento













Para mais informações, leia:

Um comentário:

Douglas Germano disse...

Detalhe:
O Seu Natal não fazia ho-ho-ho.
E os bichos que puxavam seu trenó eram os do grupo 24 com dezenas 93,94,95,96