quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Contestação roqueira

Nessa recente edição do “rock in rio”, alguns de seus protagonistas associaram à Stalin o debate sobre a concentração da mídia em poucas famílias; à censura, o cumprimento de uma decisão judicial; confundiram resultados eleitorais favoráveis a governos nacionalistas, na América Latina,  com obscurantismo. Acreditando-se portador da contemporaneidade, houve “baluarte” do rock nacional contestando uma oligarquia atuante, mas decadente. Nada foi dito, porém, sobre a plutocracia financeira em ascensão,  mais poderosa e influente. Integrada e 'high tech', a contestação roqueira rendeu solos de guitarras, muitos aplausos, centenas de fotos, entrevistas em rádios e TVs, além de páginas na edição de domingo: http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,no-palco-do-rock-o-grito-de-dinho-ouro-preto-pela-liberdade-de-imprensa,780093,0.htm

Nenhum comentário: