quinta-feira, 23 de junho de 2011

O novo campeão

Há quem goste de porrada, de truculência. Há quem exalte exageradamente a tal da raça, a dita pegada. Há quem veja “viadice” onde tem arte, frescura onde sobra jeito. Em matéria de futebol, há quem prefira Dunga a Falcão, Galeano a Jorge Mendonça, Pintado a Pedro Rocha, 1994 a 1982. Um dos méritos do tri santista na Libertadores é não dar mais argumento para quem despreza o talento.
Vejam aqui os "meninos da vila" originais, num tempo em que a carranca do futebol feio, mas vencedor, escondia-se triste e recalcada esperando o vacilo de Falcão, Cerezo, Sócrates, Zico e companhia.

Nenhum comentário: