terça-feira, 27 de abril de 2010

E o 3º mandato do Lula?

Pois então, deve-se sempre desconfiar do que diz a imprensa. Vejam como foi noticiado o golpe militar de 1964. O Globo do dia 02/04/1964 não foi o único a ressoar com entusiasmo a chegada dos militares ao poder. Todos os jornalões - Folha, Estadão, JB, Correio etc - estamparam a palavra 'democracia' para anunciar a ditadura. Em uníssono, a retórica conservadora de fim da baderna, de apoio à ordem, à família e à propriedade.
É engraçado ver como hoje os mesmos veículos tentam esconder essa história, ora omitindo-a simplesmente, ora fazendo um tímido 'mea desculpa'. Sim, são mais de 40 anos, período talvez o suficiente para que os hipócritas, como os que dirigem a FALHA, refiram-se à dita como branda.
Mas o que nos interessa aqui é o uníssono sobre quase todos os assuntos. As pautas de impressos e televisivos parecem combinadas em quartinho, de tão iguais. Ficamos a nos perguntar se as flagrantes semelhanças são fruto de conversas, almoços, jantares, bebedeiras, telefonemas, ou se decorrem de irmandade ideológica mesmo. Mas é fato que fica tudo entre famílias. Sabe-se que as antipatias midiáticas à Lula são históricas. Ainda que ele tenha ficado 'paz e amor', que remunere muito bem o capital financeiro e não coloque em risco o patrimônio dos que detêm o poder; a mídia faz vista grossa à exitosa expansão do bolsa-família, à política externa e, sobretudo, a sua origem. De tão grossa a vista associam-no à experiências que ela mesma, mídia, sem passar pelo crivo da argumentação e da demonstração, considera reprováveis. Sem mais, viram perigos 'chavistas' em seu governo e, ouvindo os intelectuais afeitos a sua linha editorial, criaram, no começo de 2007, o mito de que um 3º mandato de Lula estaria a caminho. Daí um veículo passou a repetir o outro, que entrevistou o amigo do intelectual, que citou o jornal que havia citado a citação. E daí foi feito o serviço. Criou-se um fato. O veículo que deu origem ao 3º mandato requentou a sua própria criação - como fez o Estadão em 01/04/2008. E não foi piada do dia. É só entrar no www.estadao.com.br e pesquisar por Leôncio Martins Rodrigues, o dito intelectual. Ah! O 3º mandato? Qual o quê?!

Nenhum comentário: